Início / Arqueologia / TECNOTIPOLOGIA LÍTICA
TECNOTIPOLOGIA LÃTICA

TECNOTIPOLOGIA LÍTICA

Autor: José Luiz de Morais

Editora: Habilis Press Editora

Categoria: Arqueologia

Produto Esgotado

Favoritar Pedir de Presente
Dados pessoais
Dados do seu amigo

Estimativa de frete

( Não sei meu CEP )
  • Sinopse
  • Características

“A utilização dos afloramentos litológicos pelo Homem Pré-Histórico Brasileiro - análise do tratamento da matéria-prima” aborda um tema sempre atual em Arqueologia Brasileira: a leitura e análise de materiais líticos como documento arqueológico para a interpretação dos modos de vida de povos componentes dos sistemas regionais de caçadores-coletores. De fato, o estudo de materiais líticos é vital para a compreensão das ocupações mais antigas, especialmente considerando o ambiente tropical úmido e as características do solo brasileiro, que pouco preservaram das evidências cotidianas do passado remoto. Elaborado por José Luiz de Morais em 1980 como tese de doutorado, é contemporâneo das teses de Águeda Vilhena-Vialou (1980) e Solange Bezerra Caldarelli (1983). Naquela época, a apresentação desses três trabalhos de grau inovou no sentido de propor novos enfoques na análise de materiais líticos de caçadores-coletores brasileiros. Plenamente inseridos no cenário da época, são textos fortemente inspirados em estudos tecnotipológicos franceses relacionados com a compreensão da cadeia operatória da produção de artefatos líticos. O trabalho de Morais é organizado em quatro capítulos. Os dois primeiros se referem ao sítio Camargo, localizado no Município de Piraju - SP, registro arqueológico multicomponencial formado por quatro estratos: os dois inferiores correspondem a ocupações sazonais de caçadores-coletores do sistema regional Umbu; os dois últimos correspondem a remanescentes arqueológicos de acampamentos do sistema regional Guarani (é de se notar que à época da elaboração de sua tese, o autor ainda não havia proposto a definição e identificação dos sistemas regionais de povoamento). O capítulo III se refere a materiais líticos produzidos em sílex e quartzo; os estudos de caso vêm do sítio Caiuby, localizado no Município de Santa Bárbara d’Oeste - SP (sílex) e do sambaqui de Camboinhas, localizado em Niterói - RJ (quartzo). Em suas considerações finais, Morais reitera os princípios que balizaram os estudos que geraram a sua tese: o uso de suporte bibliográfico adequado aos objetivos, a execução de trabalhos de campo sustentados por metodologia e técnicas adequadas às necessidades da análise tecnotipológica, o encaminhamento de trabalhos de laboratório exaustivos, orientados pelos parâmetros próprios da leitura da cadeia operacional e, finalmente, a realização de experiências de lascamento com a produção de peças experimentais como fator de reconhecimento dos gestos técnicos e controle das observações peça a peça.

ISBN: 978-85-60967-06-3

Comprimento: 21 cm

Largura: 14 cm

Peso: 0,332 kg

Número de páginas: 228