Início / Arqueologia / ARQUEOLOGIA IBERO-AMERICANA E TRANSTLÂNTICA
ARQUEOLOGIA IBERO-AMERICANA E TRANSTLÃNTICA

ARQUEOLOGIA IBERO-AMERICANA E TRANSTLÂNTICA

Autor: Juliano Bitencourt Campos

Editora: Habilis Press Editora

Categoria: Arqueologia

Por R$ 75,20 ou 2x de R$ 37,60Boleto à vista: R$ 67,68 (10% de desconto)
Favoritar Pedir de Presente
Dados pessoais
Dados do seu amigo

Estimativa de frete

( Não sei meu CEP )
  • Sinopse
  • Características

As Jornadas de Arqueologia Ibero-Americana nasceram por ocasião de uma reunião da Sociedade de Arqueologia Brasileira em Florianópolis, em 2007, como momento de encontro e apresentação de trabalhos entre as equipes de Portugal e do Brasil que vinham já colaborando em trabalhos de pesquisa, sobretudo de arqueologia da paisagem.
Desde o início, foram entendidas quer como espaços abertos de discussão científica, em que participavam colegas não diretamente envolvidos nos projetos dessa rede, quer como plataforma para uma relação mais estreita entre a arqueologia na Europa, na África e na América (o que se designou, logo em 2007, por Arqueologia Transatlântica), a partir dos programas de Mestrado em Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre e em Técnicas de Arqueologia e de Doutoramento em Quaternário, Materiais e Culturas, que, em estreita relação com diversas universidades brasileiras, o Instituto Politécnico de Tomar e a Universidade de Trás-os-Montes desenvolveram no quadro de redes europeias Erasmus Mundus (com as universidades de Ferrara, na Itália; de Tarragona, na Espanha; e o Museu Nacional de História Natural da França).
As primeiras Jornadas coroavam assim uma colaboração iniciada dez anos antes, com uma forte colaboração de centros de pesquisa no Brasil (como o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo ou as Universidades de Pelotas e Santa Maria; o Núcleo de Estudos Negros ou a Fundação Museu do Homem Americano).
Foi nesse quadro que se estruturou o Instituto Terra e Memória, criado pouco depois em Portugal (Mação) como centro de pesquisa vocacionado para estudos de arqueologia, gestão patrimonial e gestão do território no “eixo Atlântico”, e que, a partir de 2014, constituiu-se também como entidade brasileira de pesquisa.
As Jornadas que se seguiram em Mação (2008), Piraju (2009), Mação (2009), São Raimundo Nonato (2009, em paralelo com o Congresso Mundial da IFRAO), Mação (2010), Mação (2011), Florianópolis (2011, em paralelo com o Congresso Mundial da UISPP) e Mação (2012) resultaram em inúmeros artigos em revistas especializadas e em três volumes (OOSTERBEEK; BASTOS, 2007; OOSTERBEEK; SOPHIATI, 2010; OOSTERBEEK; CEREZER; BITENCOURT; ZOCCHE, 2012).
A IX Jornada, realizada em Criciúma, marcou a consolidação de uma relação estreita entre o Instituto Terra e Memória e a Universidade do Extremo Sul Catarinense, ao mesmo tempo em que assinalou a primeira edição de Jornadas de Arqueologia Transatlântica, com a participação estruturada de colegas da África.
O presente volume retrata a diversidade dos cinco eixos de pesquisa que estruturam essa rede de colaborações, a qual gerou uma dinâmica de presença permanente de pesquisadores portugueses, brasileiros, espanhóis e angolanos, em permanência na coordenação de projetos realizados no Brasil, Portugal e África...

ISBN: 978-85-60967-60-5

Comprimento: 23 cm

Largura: 16 cm

Peso: 0,855 kg

Número de páginas: 460